Grávida de oito meses fica paraplégica depois de ser agredida pelo marido


Ilustração
Vítima teve que ser submetida a um parto cesáreo para salvar a vida da criança
Um mulher grávida de oito meses foi violentamente agredida com uma barra de ferro na noite desta quinta-feira, 17, no município de Limoeiro de Anadia. O acusado pelo crime é o próprio marido da vítima que após ser espancada ficou paraplégica e precisou ser submetida a um parto cesáreo de urgência para salvar a vida da criança.
As primeiras informações sobre o caso dão conta de que o acusado chegou a casa embriagado e depois de iniciar uma discursão verbal com a companheira começou a agredi-la. Populares que residem próximo ao local contaram à polícia que chegaram a ouvir os gritos, mas pensaram que a jovem estava entrando em trabalho de parto.
Graças à ajuda de vizinhos, Gilvanete Rosendo da Silva foi socorrida e encaminhada ao Hospital Universitário, em Maceió. Ela não consegue mexer as pernas, mas pode voltar a andar com a ajuda de fisioterapia. Além disso, respira com a ajuda de aparelhos, no entanto, não corre risco de morte.
A criança, uma menina, nasceu com 1,735 kg e foi encaminhada para a Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) do hospital, local onde se alimenta através de uma sonda para ganhar peso. O quadro de saúde do bebê é considerado estável pelos médicos que acompanham o caso.
O acusado pelo crime tem apenas 22 anos e não teve o nome revelado. Ele foi preso e encaminhado à Delegacia Regional de Arapiraca, local onde foi autuado em flagrante com base na Lei Maria da Penha.
 
por Redação Aquiacontece 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aluna de 13 anos é filmada fazendo sexo em escola de São Paulo

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe