Delegados detalham prisão do vereador Adriano Feitoza


Investigações sobre tráfico de drogas iniciaram ano passado

Delegados Cledson Ferreira e Tarcísio Tenório detalharam as prisões à imprensa (Foto: Portal Infonet)
Os delegados Tarcísio Tenório e Cledson Ferreira detalharam na manhã desta quarta-feira, 16, na Secretaria de Segurança Pública (SSP) as prisões dovereador de Brejo Grande, Adriano Feitoza (PSB) e do irmão Damião Feitoza na terça-feira, 15, suspeitos de praticarem o crime de tráfico de drogas. Outro irmão, Aderaldo Feitoza, já havia sido em outubro de 2012, suspeito de participar da venda e compra de entorpecentes no município.
Segundo o delegado Cledson Ferreira, as investigações iniciaram ano passado quando ele chegou à delegacia de Brejo Grande, passando o caso para o delegado Tarcísio Tenório, atual titular.
“Quando eu fui trabalhar em Brejo Grande em meados do ano passado, eu recebi informações da população de que a família Feitoza era envolvida com o tráfico de drogas. A gente começou a fazer as investigações de uma forma bem velada e entrou em contato com o Denarc que nos passou mais informações. Expomos o material ao Ministério Público e começamos um trabalho para concretizar essas informações. Repassamos as informações para o Dr. Tarcísio e na época das eleições, ele teve a oportunidade de prender um dos envolvidos que foi o Aderaldo. A partir da prisão de Aderaldo, a gente começou a dar outra dinâmica para dar subsídios à Justiça e ao Ministério Público de vir a agir com o resto da quadrilha”, informa o delegado Cledson Ferreira.
Aderaldo Feitoza foi preso em Outubro de 2012 (Fotos: Reprodução SSP/SE)
“As denúncias da população todas devidamente protocoladas eram de que os irmãos Feitoza, Aderaldo, Adriano Vereador e o Damião, praticavam o crime de tráfico de drogas especificamente em relação à venda de pedras de crack. Em 5 de outubro surgiu uma nova denúncia de que estava sendo comprado votos com pedras de crack na rua Jovina Tojal.  Assim que recebemos a denúncia da Justiça Eleitoral, saímos imediatamente e flagramos o usuário no momento em que ele pegava a pedra de crack, ele prestou depoimento, mas não confirmou a hipótese de estar trocando o voto por crack, o que não configurou o crime eleitoral. Lavramos o flagrante e remetemos ao Ministério Público e ao Judiciário”, conta o delegado Tarcísio Tenório.
Segundo ele, o Ministério Público denunciou inicialmente Aderaldo Feitoza por crime de tráfico de drogas e posteriormente embasado em outros elementos de prova, formalizou o entendimento. “O Ministério Público incluiu no pólo passivo da denúncia da ação penal, o vereador Adriano e o irmão Damião Feitoza. Representou pela prisão preventiva de ambos, o que foi deferido pelo juiz de Pacatuba, Dr. Jeilton, os mandados foram passados para a Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci), para cumprimento e nós realizamos a operação na manhã de ontem prendendo o vereador em Brejo Grande e o irmão em Carmópolis”, relata.
Prisões
Vereador Adriano Feitoza foi preso nesta terça-feira, 15 em Brejo Grande
Damião Feitosa foi preso em Carmópolis, quando chegava ao trabalho
O delegado Tarcísio Tenório enfatizou que no momento da prisão, o vereador Adriano Feitoza se deslocava com a família. “O vereador estava vindo para Aracaju com familiares em seu carro, para tratar de assuntos pessoais, o carro foi interceptado na rodovia estadual de acesso a Brejo Grande, pelas equipes da Copci e do Grupamento Especializado de Repressão e Buscas (Gerb) e fizemos a prisão”, destaca.
“O Damião foi preso em Carmópolis, quando chegava ao trabalho [uma empresa que presta serviços a Petrobras]. Nós prendemos com o apoio logístico da Copci, o delegado Jonatas Evangelista participou intensamente desse levantamento de informações e nós ficamos em Brejo Grande. Enquanto as equipes da Copci e do Gerb prendiam o Damião em Carmópolis, nós prendíamos o Adriano em Brejo Grande. As prisões foram tranqüilas. Um foi encaminhado para a 10ª DM e o outro para a 8ª DM”, finaliza Tarcísio Tenório.
Por Aldaci de Souza

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE