Governo forma os primeiros alunos da Rede e-Tec Brasil em Sergipe




O Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Educação (Seed), promoverá nesta sexta-feira, 13, a formatura dos primeiros alunos da Rede da Escola Técnica Aberta do Brasil (e-Tec) em Sergipe. São 116 alunos, sendo 51 do curso técnico em Atividades Comerciais e 65 do curso Técnico de Informática. O evento vai ocorrer no auditório Atalaia, do CIC, a partir das 19h.


Em Sergipe, a Rede e-Tec foi implantada em 2009, nos municípios de Aracaju, São Cristóvão, Capela, N. Sª das Dores, Itabaiana, Estância, Propriá, Canindé de São Francisco e Lagarto. Foram implementados os cursos técnicos em Atividades Comerciais, Informática, Secretariado, Serviço Publico e Turismo. Os cursos são ministrados nos colégios da Rede Estadual de Educação.

Para implantação dos cursos, a Secretaria de Estado da Educação instituiu o Núcleo de Educação Profissional a Distância, instalado no Colégio Estadual Professor Gonçalo Rollemberg Leite, que é responsável pela Gestão acadêmica, pedagógica e tecnológica do e-Tec Brasil no estado.

A principal meta da Rede no estado é expandir a oferta de matrícula para cursos de formação profissional na rede pública estadual de ensino, de acordo com as demandas que se apresentam.

Para alcançar essa meta, foi realizada uma análise de mercado considerando a vocação da região e os arranjos produtivos locais (APL), definidos pelo estado como prioritários para o desenvolvimento sócio-econômico dos territórios estaduais, e a contribuição da instituição.

Rede e-Tec

A Rede da Escola Técnica Aberta do Brasil, lançada em 2007 pelo Governo Federal, tem o objetivo de propiciar formação profissional técnica de nível médio na modalidade de educação a distância e ampliar e democratizar o acesso a cursos técnicos de nível médio, públicos e gratuitos, em regime de colaboração entre União, estados, Distrito Federal e municípios, cabendo a estes providenciarem estrutura, equipamentos, recursos humanos, manutenção das atividades e demais itens necessários para as Escolas polos. O MEC é responsável pela assistência financeira na elaboração dos cursos.

Investimentos

O Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Educação, vem estimulando a ampliação da educação profissionalizante no Estado. As matrículas nos cursos profissionalizantes oferecidos pela rede estadual saltaram de 300 em 2007, para quase duas mil em 2012. Com investimentos acima de R$ 76,7 milhões, o governo sergipano já garantiu a abertura de mais 11 centros profissionalizantes no Estado. As obras serão realizadas em parceria com o Governo Federal.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aluna de 13 anos é filmada fazendo sexo em escola de São Paulo

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe