Servidores acatam decisão judicial e encerram a greve

A categoria realizou um 'panelaço' na porta da Assembleia
Assembleia no Instituto Histórico e Geográfico (Fotos: Portal Infonet)
Após uma semana com as atividades paralisadas, os servidores públicos estaduais decidiram em assembleia no final da manhã desta quarta-feira, 23, no Instituto Histórico e Geográfico, obedecer a decisão judicial e encerrar a greve. Mas, alertaram que continuarão em estado de mobilização lutando pelo Plano de Cargos, Carreira e Salários.

Durante a assembleia, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público de Sergipe (Sintrase), Waldir Rodrigues informou que “o Governo não vai ter paz porque quem ganha menos de R$ 500 reais não vive em paz. Estamos encerrando a greve, mas não vamos ficar parados, vamos continuar mobilizados, fazendo manifestações isoladas nas secretarias, pois estamos esperando há três anos e meio pelo Plano, o Governo gastou R$ 2 milhões e meio para a elaboração do Plano de Carreira e até agora nada”, lamenta.
Henri Clay dá explicações jurídicas
Também ficou decidido na assembleia dos servidores públicos estaduais, que a categoria vai aguardar 20 dias “caso nesse período não haja nenhuma negociação entre representantes do Governo e do Sintrase, uma nova assembleia será marcada, e os trabalhadores poderão retornar à greve”, alerta Waldir Rodrigues.
Panelaço
Antes da reunião que decidiu pelo fim da greve, os servidores realizaram um ‘panelaço’ na porta da Assembleia Legislativa de Sergipe com a finalidade de pedir apoio aos deputados estaduais no sentido de cobrarem ao Governo do Estado, o envio do projeto criando o Plano de Cargos, Carreira e Salários.
Servidores fizeram ato na porta da Assembleia Legislativa (Fotos: Maria Odília)
'Panelaço' para chamar a atenção dos deputados
De lá, eles realizaram uma ‘via crucis’, passando pelo Tribunal de Justiça, Procuradoria Geral do Estado até o Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe.
O Tribunal de Justiça de Sergipe acatou o pedido da Procuradoria Geral do Estado (PGE) para ilegalidade da greve dos servidores públicos ligados ao Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos do Estado de Sergipe (Sintrase) na última sexta-feira, 18.
Por Aldaci de Souza

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE