Polícia volta atrás e diz que corpos não foram achados


Adolescentes desapareceram em Coruripe nesta segunda-feira
Atualizada às 12h47
A delegacia do município de Coruripe voltou atrás e negou a informação de que as duas adolescentes desaparecidas desde a última segunda-feira (14) foram encontradas mortas em uma mata do município. Entretanto, há cerca de uma hora, uma agente de polícia havia confirmado à reportagem do Tudo Na Hora que os corpos das jovens haviam sido localizados. Agora, a Polícia Civil diz que a informação não passou de "boatos" levantados por moradores do município.

"A denúncia procedeu do povo. Inclusive, as duas mães procuraram o prefeito, que designou um motorista para ir até o local. A informação que chegou foi extra-oficial. Nós fizemos diligências e não encontramos nada", disse a agente de polícia Maria Pinheiro.
Eduarda dos Santos, conhecida como “Pêu”, e Cinthia da Silva Santos, ambas de 15 anos, residentes do povoado de Areias, na Zona Rural da cidade, saíram na tarde de segunda para irem ao centro da cidade e até a tarde desta quarta-feira não retornaram a suas casas. Hoje, a Polícia Civil afirmou já ter suspeitos de envolvimento no sumiço das garotas, mas os nomes permanecem sob sigilo.
As duas foram vistas pela última vez entrando em um veículo Punto, de cor prata e placa não anotada. A família denunciou o caso para a Polícia Civil depois que as menores passaram mais de 24 horas sem dar qualquer notícia.
A irmã de Cinthia, Rafaela Santos da Silva, contou que a adolescente foi com a amiga Eduarda trocar um vestido no Centro de Coruripe. "Ela me chamou para ir, mas estava ocupada e não podia acompanhá-la", ressaltou.
Já a mãe de Eduarda, Maria dos Santos, disse que a filha não tinha o costume de ficar muito tempo fora de casa, por isso o desespero da família pela falta de notícias.
Segundo o chefe de operações da Delegacia de Coruripe, Ítalo Bianchy, foi instaurado inquérito policial para apurar o desaparecimento das adolescentes. "Ouvimos alguns familiares e eles disseram que as garotas eram tranquilas, não tinham vícios e não acostumavam ficar muito tempo fora de casa, além de revelar que elas foram vistas entrando em um veículo", frisou.
Um policial civil da delegacia disse ao Tudo na Hora, na manhã desta quarta, que a polícia já tem um suspeito de ter raptado as adolescentes. O nome não foi revelado, mas ele disse que há indícios concretos que o homem levou as garotas. O agente acredita que Eduarda e Cinthia estejam vivas e sendo vítimas de abusos sexuais.
A família teme que as duas adolescentes tenham o mesmo destino das irmãs Cícera Beatriz e Samara Oliveira, que também desapareceram em Coruripe em março do ano passado e foram encontradas mortas 23 dias depois
Fonte: Tudo na Hora

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE