Valorize a sua palavra: sempre fale menos do que gostaria (II)


Valorize a sua palavra: sempre fale menos do que gostaria (II)

O político deve ser mais reservado, discreto, do que loquaz

Como ser reservado?                                                      

- Em primeiro lugar: evite falar sobre si. Falando de si mesmo você ou vai se auto-elogiar - o
que é um exercício de vaidade -, ou vai se auto-criticar, o que, provindo de iniciativa sua, tende a ser recebido como um sinal de fraqueza.

Não gaste todo a sua munição ao falar,  guarde
conhecimentos ou informações só pra você
- Em segundo lugar: não é prudente falar de quem está presente na conversa. Você se arrisca
a ser visto como adulador, ou como hostil.

- Em terceiro lugar: treine-se para dar respostas curtas, seguidas de silêncio, e evite ser demasiado explícito e claro. Seu silêncio vai fazê-los sentir-se inconfortáveis. Faça com que eles fiquem tentando adivinhar o significado do que você disse. A maioria das pessoas dá pouco valor ao que é facilmente compreendido. Para serem valorizadas, as coisas precisam ser difíceis, intrigantes, vagas. É, novamente, o jogo das aparências. Quanto menos você falar, e, quando falar, mostrar reserva, maior você parecerá e será reputado como mais poderoso.

- Em quarto lugar: saiba ser evasivo, sem ser descortês. Esta é a maneira como o político prudente livra-se de muitas dificuldades. Ao mudar de assunto, ao usar o humor, ao relatar um fato, você logra evitar o assunto inconveniente, com elegância. Se você é reservado, as pessoas não se sentirão com liberdade de retornar ao assunto.

- Em quinto lugar: não permaneça tempo demais conversando com as mesmas pessoas.
O "grupo", que assim se forma em torno de você, tende a produzir uma intimidade perigosa, uma diluição de sua imagem de importância, podendo chegar ao limite de uma camaradagem bem intencionada, mas demasiado espontânea.

- Em sexto lugar: muito cuidado com piadas e com o sarcasmo. Elas podem comprometer a sua imagem de seriedade e reserva, além de que, se forem inapropriadas, deixam você parecendo inoportuno e sem graça. Não confunda nunca uma irreverência elegante e discreta com o sarcasmo cortante e a piada ou trocadilho infeliz.

- Por fim, ao falar pouco, você guarda reservas para falar mais, sempre que for necessário. Você preserva seu mistério, seu poder, e sua utilidade. Não gaste toda a sua munição nem ao falar, nem no uso de outros recursos que comanda. Tenha sempre suas reservas para uso nos momentos em que seja necessário. Mesmo no que se refere ao conhecimento "segure consigo" uma parte dele. Deixe que os outros falem, revelem suas posições e ideais. No silêncio em que houve você está livre para acrescentar peças de informação que não possuía, reavaliar suas posições e opiniões, sem que ninguém possa saber o que se passa em sua cabeça. No momento oportuno, tendo ouvido os demais, se julgar apropriado, fale com a autoridade de quem sabe o que os outros pensam e preparou o que vai dizer. Além disso, se guardou conhecimento ou informação, você não será pego desprevenido nunca.

Frente a uma situação inesperada, quando você não pode deixar de opinar, você contará com aquela "folga" para usar na hora certa.

Francisco Ferraz
Politica Para Políticos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE