Radiopatrulha apreende 28 armas de fogo em janeiro

A Polícia Militar do Estado de Sergipe, através da Companhia de Polícia de Radiopatrulha (CPRp), divulgou na manhã desta segunda-feira, 4, as estatísticas do mês de janeiro. Os números mostram apreensões de armas de fogo, facões e drogas como crack, maconha e cocaína, materiais costumeiramente recolhidos das ruas da Grande Aracaju pelos policiais militares que compõem o efetivo da Radiopatrulha.

Com um efetivo de 189 policiais militares, a Companhia de Polícia de Radiopatrulha, durante os 30 dias do mês de janeiro desse novo ano, contabilizou um total de 28 armas de fogo apreendidas, uma média de uma arma de fogo retirada das ruas por dia. Desse total, foram 25 revólveres, uma escopeta, uma pistola 680 e uma pistola 635. Além das armas de fogo citadas, houve uma quantidade de 254 trouxas de maconha apreendidas, 270 pedras de crack e 31 cápsulas contendo cocaína, além de sete armas brancas retiradas do poder de infratores através das ocorrências atendidas.

“As apreensões são resultado do serviço desempenhado pelos radiopatrulheiros através do atendimento às ocorrências no policiamento ostensivo, como também, através de planos de ação diretamente em áreas de maior incidência de criminalidade”, destacou o capitão Hiran Rocha, comandante da Radiopatrulha.

Ainda segundo os números, no primeiro mês do ano foram atendidas e conduzidas às Delegacias de Polícia da capital um total de 99 ocorrências, das quais, 21 por porte ilegal de arma de fogo, 20 por roubo/furto, 17 por vias de fato/agressão/lesão corporal e 14 por tráfico ilícito de entorpecentes. Este último teve o maior quantitativo de registros e resultou na prisão de 21 pessoas, devidamente conduzidas à delegacia.

“Através do trabalho de cada integrante da Companhia de Radiopatrulha podemos desenvolver a nossa missão de garantir segurança à sociedade, principalmente quando o resultado desse trabalho denota ações dignas de elogio e reconhecimento por parte, não somente do público interno, mas - principalmente - da população em geral. É importante ressaltar que estaremos sempre prontos para atender aos clamores da sociedade”, enfatizou o capitão.

Ações do Comando

Há aproximadamente oito meses à frente do comando da Radiopatrulha, o capitão Hiran Rocha, juntamente com sua equipe, busca desenvolver ações de incentivo e capacitação da tropa, de modo a melhor preparar os policiais para o desempenho eficiente na prestação do serviço à sociedade.

Nesse período, houve a realização de cinco turmas do Curso de Direção Tático-Operacional, com o objetivo de apresentar os conceitos e as técnicas de direção defensiva e evasiva, habilitando o condutor a dirigir os veículos nas condições mais adversas, além de buscar aperfeiçoar a tropa na condução veicular, visando à prevenção e redução do número de acidentes. Ainda inserido no contexto da capacitação, no mês de outubro houve a realização do Plano de Instrução de Tiro Policial, em que os policiais atualizaram as técnicas de tiro policial e padronizaram as ações a serem adotadas pelos radiopatrulheiros em situações de confronto.

“Com o objetivo de planejar ações que visem aumentar a capacidade técnico-profissional dos nossos policiais, continuaremos a realizar cursos que garantam a manutenção dos padrões operacionais da Radiopatrulha, através de parâmetros técnicos e de uma política institucional voltada para os nossos profissionais, aumentaremos a eficiência e eficácia do nosso trabalho, ao tempo em que melhor atenderemos o nosso principal cliente, o povo sergipano”, finalizou o comandante da Radiopatrulha.


SSP/SE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE