Presidente do CREA Sergipe diz que trio elétrico precisava de liberação





Empresa proprietária do veículo diz que situação era regular. Acidente feriu 20 pessoas e matou duas crianças.


Representantes da empresa proprietária do trio elétrico que feriu 20 pessoas e matou dois meninos no domingo (10) no carnaval em Nossa Senhora do Socorro, em Sergipe, procuraram o delegado responsável por investigar o acidente para apresentar a documentação do veículo.
Segundo os advogados da empresa, o veículo não está com defeito e tem liberação do Conselho de Engenharia e Arquitetura de Sergipe (CREA) para trabalhar. O trio que causou a morte dos meninos havia sido liberado em 16 de janeiro para a realização do Pré-Caju, mas seria necessário uma vistoria a cada vez que fosse ser utilizado em uma evento.
Segundo o CREA, é necessária uma liberação nova para cada uso. “Pode ser que algum dano tenha acontecido uma falha nesses intervalo de tempo”, afirma o presidente do CREA, o engenheiro Jorge Silveira.
“O trio parou lá em cima da ladeira e disseram que estavam ajeitando porque tinha acontecido um problema. Então quando ele desceu ele já sabia, quer dizer que não poderia continuar”, afirma a comerciante Maria Auxiliadora de Jesus.
De acordo Arlindo José Nery Neto, advogado do proprietário do trio, nenhuma informação sobre algum problema foi comunicada à polícia. “Pelo o que a gente sabe ninguém relatou nenhuma anormalidade”, diz.
Acidente com trio matou duas crianças e feriu 20 (Foto: Reprodução TV Sergipe)Acidente com trio matou duas crianças e feriu outras 20 pessoas (Foto: Reprodução/TV Sergipe)
Apenas uma testemunha teria dito ao delegado responsável pelo caso que havia sentido cheiro de queimado antes do trio bater, mas que não havia comentado com ninguém. O motorista do trio disse em depoimento que não percebeu nada de diferente no veículo.
“Nós estamos totalmente tranquilos. É tanto que a gente se predispôs logo de imediato a ir à delegacia enquanto ainda estavam sendo colhidas as declarações e levamos os documentos necessários”, afirma o advogado Elinton Góis Andrade. O laudo da perícia deve ser divulgado em até um mês. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aluna de 13 anos é filmada fazendo sexo em escola de São Paulo

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE