PC prende olheiro de futebol que abusou de adolescentes após dopá-los

Prisão de Reginaldo foi efetuada na última segunda-feira, dia 4, após investigações que começaram em dezembro do ano passado

 
Delegada Mariana Diniz detalha investigação que
 levou à prisão de Reginaldo / Fotos: Allan de Carvalho/SSP
Reginaldo Pinheiro dos Anjos, 45 anos, mais conhecido como Doutor
Na manhã desta terça-feira, dia 5, a delegada Mariana Diniz, do Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV), apresentou à imprensa detalhes sobre a prisão de Reginaldo Pinheiro dos Anjos, 45 anos, mais conhecido como Doutor. Ele deverá ser indiciado pelos crimes de tráfico interno de pessoas para fins de exploração sexual e estelionato.

De acordo com Mariana Diniz, a prisão de Reginaldo foi efetuada na última segunda-feira, dia 4, após investigações que começaram em dezembro do ano passado. Durante as investigações a polícia confirmou que Reginaldo se passava por um suposto olheiro de futebol que recrutava adolescentes de outros Estados do País, os colocava em seu apartamento e abusava sexualmente dos garotos depois de dopá-los com remédios para pressão, calmantes e similares.

Ainda de acordo com a delegada, Reginaldo se passava por olheiro da Associação Desportiva Confiança (ADC) e com promessas de que traria jovens para as divisões de base e consequente profissionalização no clube de Aracaju fazia com que as famílias dos garotos pagassem entre R$ 100 e R$ 450 para arcar com despesas de moradia e alimentação. “Os garotos se amontoavam em um pequeno apartamento de dois quartos de Reginaldo, localizado na rua Itaporanga, no Centro de Aracaju. Na expectativa de jogar no clube azulino, os adolescentes chegavam a dividir uma cama de casal em um dos quartos do apartamento”, disse.
 
No total, a polícia conseguiu identificar que 14 garotos, alguns deles até de São Paulo e Santa Catarina, foram enganados. Reginaldo prestou a queixa no DAGV durante boa parte da tarde desta segunda-feira e confirmou o que as investigações já apontavam. Ele alegou em depoimento que seria técnico de enfermagem para explicar a existência de uma grande quantidade de medicamento em sua residência.
 
Reginaldo foi encaminhado para uma Delegacia da capital, onde ficará à disposição da Justiça. Na casa do acusado, ele deverá ser indiciado pelos crimes de tráfico interno de pessoas para fins de exploração sexual e estelionato. Dos sete adolescentes encontrados no apartamento de Reginaldo alguns já foram encaminhados para seus Estados de origem e outros estão sob a guarda do Conselho Tutelar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aluna de 13 anos é filmada fazendo sexo em escola de São Paulo

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe