Os bastidores da visita do senador Valadares ao prefeito de Propriá José Américo


Pretexto da visita seria dar celeridade a liberação de emendas do Orçamento Geral da União para o município ribeirinho


Por Claudomir Tavares 
Prefeito José Américo rcebe o senador Antônio Valadares
O prefeito José Américo Lima (PSC) está recebendo neste momento na sede da prefeitura municipal de Propriá a visita do senador Antônio Carlos Valadares (PSB), provável e potencial pré-candidato a governador do Estado em 2014. A visita a princípio, tem cunho administrativo - para dar celeridade a liberação das emendas do Orçamento Geral da União - em que está em debate a natureza das atribuições e responsabilidades de cada um, mas ninguém em sã consciência iria imaginar que no cardápio não esteja pautado a sucessão estadual.
É da natureza do senador Valadares, político de maior longevidade na política de Sergipe, a realização de encontros deste tipo de forma discreta, mas sempre aberto a aliados mais próximos de ambas as partes, e neste caso, só na manhã desta sábado os correligionários do prefeito foram avisados do encontro.
Depois de reunidos na prefeitura, o prefeito, o senador e ambos os staff’s farão visitas a obras em andamento, a exemplo da Orla de Propriá e outras que estão recebendo investimentos do governo federal e aquelas que aguardam tais recursos, listadas na intervenção de José Américo feita a Câmara de Vereadores na noite da última quinta-feira (14).
  • Senador Eduardo Amorim pego de surpresa
Ainda que não estejam impedidos de receberem tais visitas “de cortesia”, os aliados do senador Eduardo Amorim (PSC) tem como hábito informá-lo de tais movimentações, pois todos sabem dos reais interesses do grupo por ele e o seu irmão, o empresário Edvan Amorim (PTB), liderado, de chegar ao Governo do Estado. E até a postagem desta matéria, o líder do PSC no senado não havia sido informado da decisão, sendo pego de surpresa quando aliados lhe colocaram a par do acontecido..
  • Plano A de Américo inclui eleição de Rosângela Lima
O prefeito José Américo tem como projeto eleger a sua esposa, a secretária municipal de Assistência Social, Rosângela Lima (PSC), deputada estadual em 2014 e já teria avisado a deputada e presidente da Assembléia Legislativa Angélica Guimarães (PSC), com quem tem votado o prefeito nas últimas eleições e recebido dela a proteção política. Américo sonha com uma dobradinha que teria Rosângela e Paulo Britto (PT), que estimulado pelas suas qualidades e valores, mas principalmente pelo prestígio e popularidade do se irmão, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Carlos Britto, seria candidato a deputado federal
  • Paulo Britto de volta a Propriá
Para reforçar ou reatar seus laços políticos com a cidade ribeirinha, o médico da Fundação Nacional de Saúde (ex-SESP), Paulo Britto, ex-prefeito da cidade, estará atendendo a um grupo de idosos dias de quinta e sexta-feira, pernoitando as quinta, momento em que aproveitaria para fazer política e de quebra prestar assistência (não confundam com assessoria) ao prefeito José Américo, emprestando, naturalmente, sua larga experiência política e administrativa.
  • Márcio Macedo e Rogério Carvalho abrindo caminhos
Está praticamente certo o retorno dos deputados federais petistas Márcio Macedo e Rogério Carvalho para o secretariado do governador Marcelo Déda, abrindo duas vagas na Câmara Federal. Estas seriam preenchidas pelo atual vereador por Aracaju, Iran Barbosa (PT) e pelo atual prefeito de Propriá, José Américo (PSC). Avaliamos que a tendência Articulação de Esquerda, liderada pela deputada estadual Ana Lúcia (PT) e pelo próprio Iran poderia fazer opção de não trocar um mandato de quatro anos por um imprevisto de dois anos (in-completos) e calçado no parlamento municipal levá-lo de volta a Brasília em 2014. Caso o esquema que lhe retirou a reeleição em 2010 lhe tragasse novamente, ele teria um mandato e arco e raio geográficos para continuar fazendo política, dada a visibilidade da capital.
  • Amério será a bola da vez
Com a eleição de Heleno Silva (PR) para a prefeitura de Canindé do São Francisco, o primeiro suplente de deputado federal Sérgio Reis (PMDB) assumiu a titularidade do mandato, o vereador de Aracaju e o prefeito de Propriá avançaram uma posição na suplência. O prefeito de Propriá, ainda que não confirme, estaria disposto a pousar em Brasília, renunciando o mandato de prefeito e fugindo de uma provável cassação, abrindo vaga para a vice-prefeita Ninha da Feira (PP), assumir o mandato.
  • Américo iria construir as bases de sua reeleição
Acreditando em uma guinada na lei que poderia lhe tornar elegível em 2014 (mesma confiança do deputado federal André Moura que tem planos de mudar de casa, da Câmara para o Senado), José Américo assumiria o mandato de deputado federal até março de 2014 e em função da sua exposição na mídia e estrutura parlamentar para fazer política em outras regiões (além de um novo manto bem como de tapete vermelho estendido pelo governador Marcelo Déda para este  dar suas pegadas políticas) e desta vez pulando da posição de terceira suplência de 2010 para uma das oito vagas a que tem direito o estado de Sergipe, em 2016.
  • Ninha da Feira estaria em posição confortável
A renúncia de Américo não livraria a sua vice-prefeita, Ninha da Feira de uma cassação inevitável do mandato quando investida na condição de titular, pois o processo movido pelo Ministério Público Eleitoral é pela anulação da eleição e não apenas do mandato do prefeito, mas poderia desestimular o Poder Judiciário a dar provimento à ação assinada pelo promotor da 19ª Zona Eleitoral, Peterson Almeida Barbosa. É que Ninha, apesar do desgaste sofrido pelo prefeito José Américo, tem ampliado sua popularidade, dada simpatia e relação de cordialidade que tem estabelecido e se preservado do débâcle sofrido por Américo. Caso seja ela a candidata a reeleição em 2016 seria um nome praticamente imbatível e mesmo que disputando uma eleição suplementar antes disso (2013, 2014 ou 2015), reaglutinaria o grupo que deu a vitória a Américo em 2012, cujos votos, num percentual de 80% do obtido, é espólio do cabedal do PFL (atual DEM), comandado pela família Nascimento (a ex-prefeita Dona Menininha e os ex-prefeitos Luciano e José João Nascimento).
  • Américo, o homem bomba
Está para acontecer a partir da próxima semana, uma revelação explosiva que mostra o quanto está refém de “aliados” o prefeito José Américo. É que não refeito de ter promovido a malfadada, famigerada e indesejável “Lei da Farra”, condenada por 9 entre 10 dos propriaenses, este estaria enviado um presente em forma de Projeto de Lei a Câmara Municipal. É nitroglicerina pura, provas cabais de que o prefeito de Propriá parece estar pouco preocupado com sua popularidade, que já despencou desde que foi anunciado o resultado das eleições, mas parece que aos seus ouvidos só chegam as informações que este quer ouvir

Fonte: Tribuna da Praia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE