Mais de 6 mil empreendedores foram formalizados em 2012



DANIELE FAUSTO: "TEMOS QUE PENSAR NO NOSSO FUTURO” FOTO: ASCOM/SEBRAE
Um levantamento realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em Sergipe, com base nos dados da Receita Federal, mostra que em 2012 foram formalizados 6.407 empreendedores sergipanos. Eles deixaram a economia informal e passaram a ter o próprio negócio regularizado.
Esses trabalhadores estão cadastrados como Empreendedores Individuais (ELS), uma modalidade jurídica destinada às pessoas que trabalham por conta própria, faturam até R$ 60 mil por ano, não possuem participação em outras empresas e empregam, no máximo, um funcionário, recebendo um salário mínimo ou o piso da categoria.
 
O Sebrae iniciou as campanhas de formalização em fevereiro de 2010. Até o fim do ano passado, 19.191 ELS foram cadastrados em Sergipe. Esse aumento no número de regularizações tem uma razão simples: pagando, no máximo, R$ 39,90 ao mês, os trabalhadores passam a contar com inúmeros benefícios sociais (auxílio doença, salário maternidade) e fiscais, além conquistar o direito de ter um CNPJ, emitir notas fiscais e ter acesso facilitado aos serviços bancários.
 
Estímulo
 
Foi justamente a possibilidade de contar com a cobertura previdenciária que estimulou a comerciante Daniele Fausto a buscar a formalização. “Comercializo peças de lingerie e de moda masculina há alguns meses e achei importante manter a contribuição para a minha aposentadoria. Temos que pensar no nosso futuro”, destaca.
 
De acordo com o superintendente do Sebrae em Sergipe, Lauro Vasconcelos, apesar dos bons resultados alcançados até agora, o órgão continuará trabalhando para regularizar ainda mais empreendedores. “Embora tenhamos como meta atual o atendimento aos pequenos empresários já formalizados, não mediremos esforços para permitir que todos aqueles que buscam deixar a informalidade possam ter acesso aos benefícios”, diz.
 
O processo de formalização pode ser realizado por meio do endereço eletrônico www.portaldoempreendedor.gov.br, em qualquer um dos 70 escritórios de contabilidade no Estado que optaram pelo Simples Nacional como regime de tributação, nas unidades do Sebrae em Aracaju, Estância, Nossa Senhora da Glória, Própriá e Lagarto. Atualmente mais de 500 atividades podem ser enquadradas como empreendedores individuais.
 
Fonte: Sebrae Sergipe

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aluna de 13 anos é filmada fazendo sexo em escola de São Paulo

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE