Pedrinhas realiza primeira audiênciapública para a construção do Plano de saneamento Básico

Com a presença da população do povoado Barbosa, técnicos do Instituto de Ciência e Tecnologia em resíduos e Desenvolvimento Sustentável (ICTR) e representantes da gestão municipal, a prefeitura de Pedrinhas deu início na noite de ontem à primeira audiência pública para a construção do Plano Municipal de Saneamento Básico da cidade. A próxima audiência pública será realizada na terça-feira, (20/11), no povoado Bela Vista, na Escola Maria Carvalho. O encerramento das atividades acontecerá somente no dia 11 de dezembro, no povoado Mutumbo.

Durante o evento, a Assistente Social do ICTR, Luciana Colombo Santos destacou a importância da construção do plano para o desenvolvimento das cidades e ouviu a população sobre as necessidades de melhorias. “Para que uma comunidade se desenvolva com sustentabilidade e qualidade de vida é preciso ter saneamento básico, esgotamento sanitário, abastecimento regular de água e de lixo. Hoje, ouvimos a comunidade do povoado Barbosa e notamos que isto é necessário. Portanto, destacamos a importância da construção do Plano de Saneamento Básico, que irá atender essas necessidades da população. No decorrer das nossas audiências públicas, vamos ouvir ainda mais pessoas”, afirmou Luciana.

Sobre o PMSB - O Plano Municipal de Saneamento Básico é um requisito obrigatório para as cidades que desejam captar recursos federais para obras nas áreas de manejo de águas pluviais, coleta e tratamento de esgoto, coleta e tratamento de resíduos sólidos e abastecimento de água. O prazo para a finalização de todos os trabalhos é dezembro de 2013, mas o município já vem elaborando o PMSB desde agora.

Ainda de acordo com a Assistente Social, a participação popular na elaboração do PMSB é fundamental, já que os próprios moradores opinam sobre os problemas existentes e sugerem as melhorias.

“A partir das audiências, vamos elaborar um relatório técnico-administrativo sobre o abastecimento e qualidade da água, tratamento de esgoto e lixo e o uso consciente das águas pluviais. A partir dos relatos da comunidade é que as autoridades vão elaborar o plano que atenda as reais necessidades de toda a população”, frisou Luciana Colombo.

Fonte: Empauta

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aluna de 13 anos é filmada fazendo sexo em escola de São Paulo

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE