Frases do 39º dia de julgamento do mensalão


Cármem Lúcia, ministra do STF:
"Para que se caracterize a quadrilha, a meu ver, precisa que haja a união dos elementos do tipo, ou seja, associa-se para a prática de crimes"

Luiz Fux, ministro do STF

"Os três núcleos [operacional, político e financeiro] se uniam para um projeto delinquencial"
Carlos Ayres Britto, ministro e presidente do STF:
"A sociedade não pode perder a crença de que o Estado dará a resposta penal adequada"
"Deus no céu e a política na terra"
Celso de Mello, ministro do STF:
"Nunca vi tão nitidamente caracterizado o crime de formação de quadrilha"
"É importante enfatizar, senhor presidente, considerados os elementos probatórios validamente produzidos nos autos, que a análise do contexto em questão, que foi feita de maneira minuciosa pelo ministro relator, evidencia que o crime de quadrilha atribuído restou plenamente aperfeiçoado e comprovado"
"Neste caso, essa estabilidade se projeta para mais de dois anos e meio. Nunca vi algo tão claro"
"O crime de quadrilha, por sua vez, senhor presidente - isso foi bastante acentuado nesse julgamento -, é modalidade delituosa que ofende a paz pública. Somos vítimas todos nós ao lado do estado. Vítimas da ação delituosa dos criminosos que se reúnem em bandos"
"Os criminosos, ainda que ungidos por eleição popular, não se subtraem do alcance das leis"
"Condenam-se aqui e agora não atores ou agentes da política, mas autores de crimes, de práticas delituosas"
"Os fins não justificam a adoção de quaisquer meios"
"Nada mais ofensivo e transgressor do que a formação de uma quadrilha no núcleo mais íntimo e elevado de um dos poderes da República"
"Eu nunca vi algo tão claro, a não ser essas outra associações criminosas, que, na verdade, tantos males causa aos cidadãos brasileiros. Como as organizações criminosas existentes no Rio de Janeiro e aquela perigossíssima hoje em atuação no estado de São Paulo
José Antônio Dias Toffoli, ministro do STF:
"Vou me limitar a pedir vênia ao relator e ao ministro Luiz Fux para acompanhar a divergência, julgando improcedente a ação penal quanto a este item"

Gilmar Mendes, ministro do STF
:
"Motivação política não exclui o crime de quadrilha"
"Houve sim uma realidade autônoma, uma vontade própria fruto desta espúria aliança"




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE