"Se ninguém explicar o paradeiro dos R$ 8 milhões houve corrupção sim"


"Foi por isso que insistir tanto para que a Assembleia instalasse a CPI da Saúde", diz Augusto Bezerra

Ampliar Foto

Augusto: cobrando explicações

Por Joedson Telles
"Foi por isso que insistir tanto para que a Assembleia Legislativa instalasse a CPI da Saúde. As fundações quebraram o Estado. Uma empresa séria tem a maior dificuldade para conseguir R$ 1 milhão. Como o Banese emprestou R$ 8 milhões a Transurh? É preciso um patrimônio de R$ 25 milhões para ter R$ 8 milhões emprestados. Carioca está falando em R$6,7 milhões, mas foram R$ 8 milhões. Este dinheiro tem que aparecer. Se ninguém explicar o paradeiro dos R$ 8 milhões houve corrupção, sim", assegura o deputado estadual Augusto Bezerra (DEM).



De acordo com o parlamentar, como pela denúncia do empresário Wellington Carioca, dono da Transurh, o dinheiro saiu do Banese em forma de empréstimo à própria Transurh, mas a FHS recebia as notas fiscais, e não pagava a empresa, a solução será denunciar o Banese ao Banco Central. Até porque ninguém no governo sequer fala sobre o assunto. "Não fui eu não, foi a Assembleia Legislativa enquanto poder que pediu explicação ao Banese sobre os R$ 8 milhões. São mais de 30 dias, mas, até hoje, nada. Agora vem Carioca e abre o jogo", disse.


Augusto salientou que não está ecoando a denúncia do empresário Wellington Carioca por estar ao lado dele, mas apenas sendo coerente, já que vem denunciando a FHS há muito tempo. "Carioca não é nenhuma criança. Sabe o que faz. Não sou amigo dele e nem inimigo. Mas estou preocupado com os funcionários da Transurh, que estão sem receber dinheiro. Este é o problema. O dinheiro sumiu. Houve improbidade administrativa dentro das fundações", disse Augusto.


Segundo Augusto, com os R$ 8 milhões "evaporados" seria possível comprar oito apartamentos de luxo no bairro 13 de Julho. "Onde só mora a classe mais abastada de Sergipe. Mas, enquanto a Saúde não tem papel higiênico, não tem atadura, o Banese empresta R$ 8 milhões a Transurh. Tem que ser investigado. O Banese obedece a normas do Banco Central. A Transurh foi ao Banese e disse que tinha contrato de até R$ 14 milhões com a Fundação. Aí o Banese liberou R$ 8 milhões", disse.

Da redação Universo Político.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE