Fibra ótica já é passado: internet rápida agora é com laser


Enquanto as técnicas de transmissão de dados atuais se utilizam de cabos, ondas de rádio ou feixes de luz, um grupo de pesquisadores da Universidade de Taipei, em Taiwan, desenvolveu uma rede de transferência de dados utilizando simples canetas laser. Chamada de Visible Light Communication System, a tecnologia consegue uma conexão mais rápida e com menos erros que o Wi-Fi e o Bluetooth.
Feixes de laser permitem transmissão de dados (Foto: Reprodução/Tecnoblog)Feixes de laser permitem transmissão de dados (Foto: Reprodução/Tecnoblog)
A parte "nova" do sistema é mesmo a técnica de transmissão, já que os equipamentos usados são bem antigos: tratam-se de canetas lasers comuns, dessas que são usadas para brincar com gatos ou apresentar slides no datashow. Os pesquisadores, para testar o conceito, usaram duas delas - uma vermelha e outra verde. Eles adaptaram um canal de transmissão de dados em cada uma das canetas e conseguiram atingir a incrível velocidade de 1 GB por segundo (500 MB por segundo para cada feixe).
Entre as vantagens da tecnologia está o baixo custo desse tipo de configuração (o grupo criou uma rede com menos de R$ 1.150) e a confiabilidade dos dados: no padrão Wi-Fi, a taxa de erros é de 1 bit para cada 100 mil transmitidos, enquanto que nos lasers a taxa é de 1 bit para cada 1 bilhão de bits enviados pelo canal.
Uma desvantagem da técnica, no entanto, é o fato da conexão poder ser interrompida facilmente, bastando qualquer objeto entrar no caminho do feixe de laser. E é essa limitação que torna muito difícil que essa tecnologia possa chegar ao mercado algum dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE