Paulo Brito diz que renunciaria 200 vezes

O ex-prefeito de Propriá garantiu na manhã desta quarta-feira, 3 que as críticas à sua renúncia foram apenas de que está se sentindo prejudicado e disse estar bem de saúde

Paulo Brito: "A minha decisão foi de ordem pessoal" (Fotos: Portal Infonet)

O ex-prefeito de Propriá, Paulo Brito (PT), conversou com a reportagem do Portal Infonet, na manhã desta quarta-feira, 3, quando participava de um seminário sobre Resíduos Sólidos no auditório da Codise, já como secretário municipal de Planejamento. Reafirmando que a decisão da renúncia foi de ordem pessoal, Paulo Brito disse estar feliz e afastou o boato de que está muito doente. Confira a entrevista:

Portal Infonet – Secretário, com o anúncio da sua renúncia ao cargo de Prefeito de Propriá, muitos comentários surgiram em todo o Estado de Sergipe, inclusive o de que o Sr. teria sido acometido por um problema de saúde grave. Quais os verdadeiros motivos que o levaram a optar por uma secretaria?
Paulo Brito
– A minha decisão foi absolutamente de ordem pessoal. Ninguém toma uma decisão como a minha, apenas por uma questão única. Todas as questões que motivam a decisões como essas, têm uma forma de ordem pessoal, seja ela qual for. E quanto à minha saúde, estou muito bem.

InfonetHá quem diga, até mesmo o próprio governador Marcelo Déda, que o Sr. deveria ter comunicado antes.
PB–
Quando ele renunciou ao cargo de prefeito para ser governador não perguntou ao povo. Quando um deputado ou um vereador se afastam para serem secretários, perguntam ao povo?

InfonetMas, o Governador disse recentemente neste mesmo auditório, quando da posse de secretários, que o Sr. tomou uma decisão sem comunicar ao partido, demonstrando não ter gostado da sua atitude.
PB
– O que ele me disse foi ter ficado muito entristecido, principalmente por conta da grande amizade que nos une, Marcelo Déda entendeu que eu poderia ter utilizado do diálogo com ele, para dividir a minha angústia.

Infonet – E se o Sr. tivesse primeiro comunicado ao governador, tivesse procurado o amigo e dividido suas angústias, acredita que teria ficado no cargo?
PB
– Não. A posição estava tomada. Tomei essa posição e repetia 200 vezes se fosse necessário.

Infonet – O presidente do PT de Sergipe, Silvio Santos, prestigiou a transmissão do cargo para o seu vice José Américo (PSC) nesta terça-feira, 2. Como o seu partido viu a sua decisão?
PB
– Se a minha posição fosse tão abominável, o meu partido não teria entendido. Silvio Santos esteve na solenidade e disse com todas as letras que o Partido dos Trabalhadores apóia a minha decisão e está comigo.

Infonet – De que maneira o Sr. recebeu as críticas por estar deixando o cargo?
PB
– As críticas mais duras quanto à minha renúncia, partiram de pessoas que se sentiram prejudicadas.

Infonet – Renato Brandão é uma dessas pessoas?
PB
– As eleições de 2014 estão muito indecisas. Pela primeira vez se perguntar quem vai ser o próximo governador de Sergipe, a resposta é uma interrogação e 2012 é o momento para os partidos se fortalecerem. Como o PMDB quer legalmente concorrer às eleições, viu sua classe dividida, da mesma forma Renato Brandão viu também diminuir as suas chances.

Infonet – Renatinho tem demonstrado publicamente ter ficado insatisfeito com a sua renúncia.
PB
– Não entendo o porquê das proporções de Renato Brandão. Ou eu estou enganado, ou se as eleições fossem hoje, ele não poderia ser candidato. Ou pode? Ele está tentando com que a Justiça aceite os argumentos dele e tire a sentença de inegebilidade.

Infonet – E o Sr. mostra estar tranqüilo.
PB
– Estou muito feliz porque a Prefeitura de Propriá está nas mãos de um homem decente e de um partido aliado. Ou o PSC não é um partido aliado? Alguém precisa me avisar se não for. O próprio Marcelo Déda afirmou na transmissão de cargo para a deputada Angélica Guimarães, que além de ser uma mulher, ter a importância dela, o ato mostrava a união com o PSC.

Infonet – E a população de Propriá, entendeu a sua atitude?
PB
– O povo de Propriá nunca esteve contra. Como falei, as críticas partiram de quem se sente prejudicado. Estou contribuindo para mudar alguns paradigmas da política, estou feliz porque estou contribuindo para modificar alguns conceitos estabelecidos na política, muitos deles baseados em hipocrisia.


Por Aldaci de Souza

Fonte: Infonet - Politica

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aluna de 13 anos é filmada fazendo sexo em escola de São Paulo

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe