Carlos Britto, o ministro poeta

O MINISTRO POETA

O ministro Carlos Ayres Britto, do STF (Supremo Tribunal Federal), colocou um ponto final em seu sétimo livro de poesias -ainda sem nome. Britto já publicou, entre outros, "Varal de Borboletras" e "A Pele do Ar", sobre uma bailarina. Integrante da Academia Brasileira de Letras Jurídicas, ele diz que não pleiteia vaga na ABL (Academia Brasileira de Letras) porque isso significaria "fazer campanha para alguém morrer". As cadeiras na academia são vitalícias.

Mônica Bergamo - FOLHA DE SÃO PAULO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE