PREFEITOS E SECRETÁRIOS DEBATEM EDUCAÇÃO

Eduardo Amorim convida prefeitos e secretários a debater Educação sergipana
O gabinete do senador Eduardo Amorim (PSC-SE), em parceria com o Bloco Parlamentar União e Força e o Ministério da Educação (MEC) receberão em Brasília nesta quarta-feira, (20), prefeitos, secretários de Educação e técnicos do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle (Simec), que participarão da palestra treinamento sobre os “Programas Municipais do Ministério da Educação – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE”. O evento terá a presença do ministro da Educação, Aloizio Mercadante.
Segundo informações, da assessoria de orçamento do parlamentar, a grande maioria dos gestores de Sergipe confirmaram as presenças, configurando a importância do tema. Será apresentado pelo MEC um levantamento informatizado de todos os programas do ministério que podem melhorar a qualidade da educação nas cidades, como também, um diagnóstico de que cada município sergipano junto ao FNDE.
O senador informa que entre 2001 e 2011, houve avanços na escolaridade dos estudantes brasileiros. “Percebemos que os estudantes permanecem cada vez mais na escola e para que essa estatística continue avançando é preciso ampliar o acesso. Esse treinamento irá favorecer, também, a diminuição do analfabetismo progressivamente. Em Sergipe, por exemplo, temos ainda uma taxa de 5,4% de analfabetos entre adolescentes de 10 a 14 anos e de 16% entre 15 anos ou mais. Vamos ajudar a reduzir esses índices”, informou Amorim.
Na ocasião será informada a situação dos seguintes programas, o Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), Plano de Ações Articuladas (PAR), Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), entre outros.
Eduardo Amorim informou que entre 2001 e 2011, houve avanços na escolaridade dos estudantes brasileiros. “Percebemos que os estudantes permanecem cada vez mais na escola e para que essa estatística continue avançando é preciso ampliar o acesso. Esse treinamento irá favorecer, também, a diminuição do analfabetismo progressivamente. Em Sergipe, por exemplo, temos ainda uma taxa de 5,4% de analfabetos entre adolescentes de 10 a 14 anos e de 16% entre 15 anos ou mais. Vamos ajudar a reduzir esses índices”, informou Amorim.
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE