Cinco homens são presos por furto de gado

Prisões ocorreram durante uma operação policial que começou na noite de ontem (5) e se estendeu pela madrugada de hoje (6).


Por: Thamires Fonseca/ JornaldaCidade.Net
 
Desde outubro do ano passado, após denúncias, vinha sendo investigada a ação de uma quadrilha responsável por furto de gado no interior do Estado. Durante uma operação iniciada na noite de ontem (5), foram identificados seis homens suspeitos de realizarem a ação criminosa. Dos seis identificados, um acabou fugindo e os demais foram presos e apresentados na manhã desta quarta-feira (6).
 
Integrantes de um grupo o qual pertenciam três outros homens mortos em confronto com a polícia no último dia 30, estão detidos, Geraldo Gomes Rosa Santos, de 36 anos, José Alcides dos Santos, de 43, José Armindo dos Santos, 28, Tiago Santos Nascimento, de 31, e Gladston Santos, conhecido como “Tom”, de 32 anos. O fugitivo foi identificado como Lucas Xavier Gomes Menezes, de 18 anos.
 
Foto reprodução: André Moreira/ Equipe JC
Armamento e utensílios apreendidos
 
De acordo com o delegado da Coordenadoria da Polícia Civil do Interior (Copci), Everton Santos, a quadrilha foi responsável pelo furto de cerca de 15 cabeças de gado. “Mesmo tendo detido esses integrantes, ainda precisando identificar o receptador e para onde a carne era levada. Temos suspeitas de que eram comercializadas em feiras livres, mas ainda é preciso apurar com maior precisão”, informou o delegado.
 
Ainda segundo o delegado, a quadrilha era bem organizada, sendo que Armindo era quem fazia os levantamentos, observava o melhor local para parar o carro e ainda cortar as cercas. Outra peça importante da quadrilha era José Alcides. Ele era proprietário de uma mercearia no loteamento Pau Ferro, no bairro Cidade Nova, em Aracaju, local que servia para as reuniões onde os animais eram mortos, as carnes cortadas e onde fazia o transporte das partes do gado. 
 
Durante a operação, a polícia apreendeu ainda um veículo Focus, um Fiat Uno, uma arma de fogo, uma motocicleta, além de utensílios usados para o corte da carne. 
 
“As investigações irão continuar. Temos informações de que há ainda duas outras quadrilhas que realizam furto de gado. Por isso daremos atenção à reunião do Baixo São Francisco, onde se tem registro da maior parte dos furtos e também a Aracaju”, concluiu Everton Santos.
 
Foto: André Moreira/ Equipe JC
Fugitivo Lucas Xavier Gomes Menezes
 
Investigações
 
 
Desde o ano passado, após denúncia de um criador de gado, diversos setores da SSP se organizaram em torno das investigações que tinha como intuito por fim aos roubos dos animais que, em seguida eram abatidos.
 
Em outubro de 2012, o secretário-adjunto da Secretaria de Estado da Segurança Pública, João Batista Santos Júnior, juntamente com gestores das polícias Civil e Militar, estiveram na cidade de Cedro de São João para que fosse organizado um esquema para coibir o crime.
 
De lá para cá as investigações têm se intensificado e a SSP afirmou que os trabalhos irão continuar com o intuito de identificar e deter envolvidos com o crime que tem como área principal de atuação a região do Baixo São Francisco. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aluna de 13 anos é filmada fazendo sexo em escola de São Paulo

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE