Lei Seca é o principal foco do policiamento no interior de Sergipe


“Cerca de 1.600 homens reforçam a segurança”, diz comandante. Policiamento foi reforçado em cidades que realizam festas de carnaval.

Do G1 SE

O comandante do policiamento do Interior, coronel Edmilson Batista Santos, falou sobre o esquema de segurança durante os dias de Carnaval em Sergipe. Segundo o comandante, atuam cerca de 1.600 homens a mais nos municípios com maior concentração de foliões além do policiamento ordinário.
Em entrevista ao Bom Dia Sergipe desta segunda-feira (11), ele ressaltou que a principal atuação da Polícia Militar este ano acontece na fiscalização da nova Lei Seca, onde o motorista que for flagrado com a concentração igual ou acima de 0,3 mg/L de álcool no teste do bafômetro é preso. Abaixo desse índice, ele recebe uma medida administrativa, paga multa de R$ 1.915,40 e perde a carteira nacional de habilitação por um ano.
“Estamos desempenhando um papel mais intenso na fiscalização dos motoristas que ainda teimam em dirigir depois de terem bebido. Para isso estamos com a ajuda da Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (CPRv) e da Companhia de Polícia de Trânsito (CPTran) dos munícipios”, destaca.
Entre as cidades com maior tradição de carnaval, como Pirambu, Praia da Abaís em Estância,Canindé de São Francisco e Neopólis, o esquema de segurança foi reforçado com 1.600 homens a mais do que o policiamento normal das cidades. Além disso, o comandante afirmou que próximos às concentrações de shows são realizadas triagens.
“Como no interior as festas acontecem em diferente locais, a polícia não tem como atuar em cada ponto de folia, por isso continuamos com o policiamento normal e com apreensões próximos as grandes concentrações. Também fazemos a escolta durante os desfiles. Até o momento fizemos 56 autuações em Neópolis”, explica
.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aluna de 13 anos é filmada fazendo sexo em escola de São Paulo

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE