Delitos de trânsito investiga mortes provocadas por trio desgovernado


A delegada Viviane Pessoa, coordenadora da capital, acompanha o casoPolícia Civil investiga desde o último domingo (10) o acidente com um trio elétrico que matou duas crianças de 12 e 11 anos em Nossa Senhora do Socorro, no início da tarde do domingo e feriu outras sete. A superintendente da Polícia Civil, delegada Katarina Feitoza, já determinou que a Delegacia de Delitos de Trânsito apure com rigor o caso durante os trabalhos do inquérito policial. Ainda na tarde de domingo, o motorista e pessoas que testemunharam o acidente prestaram depoimento na Delegacia Plantonista, em Aracaju. 

A delegada Vivianne Pessoa, coordenadora das Delegacias da Capital, acompanha de perto a investigação. Ela destacou que a investigação precisa ser aprofundada para descobrir se houve erro humano ou mecânico. “É um caso que requer toda a atenção por parte da polícia. As perícias que foram feitas serão importantes para a apuração do caso. Temos interesse de dar todo o suporte à família através do nosso trabalho”, destacou Viviane.

Ainda há outras pessoas para prestarem depoimento. Viviane disse que precisa de todas as informações a respeito do caso. “Há muito detalhes que são informais, que ainda não estão no inquérito policial. Dependemos também da colaboração de populares, para que as informações possam ser usadas como provas. Há vídeos que devem constar no inquérito policial e podem ser entregues à polícia”, destacou a delegada.

Uma perícia detalhada foi feita no local do acidente. O trio elétrico está à disposição do delegado Paulo Ferreira, responsável pela Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito.

Logo depois do acidente, o motorista se apresentou, foi feito o teste do bafômetro e ficou constatado que ele não havia ingerido bebida alcoólica. “Nenhuma linha de investigação foi descartada, mas todos os elementos serão analisados para que possamos identificar  responsáveis”, destacou Vivianne.

Habilidade policial – Graças a uma ação corajosa de um policial militar do Batalhão de Choque, o número de vítimas não foi maior. Vendo a descida desgovernada do trio elétrico, um soldado da PM posicionou uma pick-up da unidade especializada e colidiu no caminhão, parando o trio elétrico.

O soldado Nivaldo fazia a segurança dos foliões na parte da frente do trio elétrico. Vendo pelo retrovisor que o trio descia em alta velocidade e percebendo a reação da população, ele passou a primeira marcha e pressionou o freio, evitando o que seria uma tragédia maior. 

O Comando da PM vai apreciar, através de análise oficial, a ação corajosa de Nivaldo como ato de bravura, o que pode lhe render a ascenção de graduação.   

SSP/SE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aluna de 13 anos é filmada fazendo sexo em escola de São Paulo

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE