Monte Alegre: ex-prefeito não presta contas de recursos e prejudica município


Aproveitando sua presença em Brasília, onde participa do Encontro Nacional dos Novos Prefeitos e Prefeitas, o prefeito de Monte Alegre, Antônio Rodrigues, o “Tonhão” (PSC), visitou ministérios para protocolar cópia de ações judiciais que o município ingressou contra o ex-prefeito João Vieira Aragão. O motivo das ações é a falta de prestação de contas de recursos federais recebidos na gestão passada e que provocaram a inclusão do município no CAUC, cadastro de inadimplentes do governo federal.

Por conta disso, Monte Alegre está impedido de receber novos recursos da União para obras e projetos, incluindo emendas parlamentares. “Cometeu-se uma irresponsabilidade muito grande com o município. Chega até ser inexplicável, pois essa atitude do ex-prefeito não prejudica a mim, como político, mas a toda a população, que poderá ficar usurpada de benefícios importantes”, analisa Tonhão.

Entre os convênios que não tiveram prestação de contas está um com o Ministério do Desenvolvimento Social, no valor de R$ 100 mil, destinado à aquisição de produtos da agricultura familiar. “O dinheiro chegou, mas não se sabe de que forma ele foi utilizado”, informa o prefeito.

Na Funasa, órgão vinculado ao Ministério da Saúde, um convênio de R$ 157 mil também não foi prestado contas. O dinheiro foi destinado a obras de melhorias sanitárias no município, mas está pendente de informações.

Outro ministério visitado foi o das Comunicações. Neste caso, o ex-prefeito não prestou contas do Programa de Inclusão Digital, cujo recurso esteve voltado à implantação de duas salas de inclusão digital. “Nossa expectativa é que com o conhecimento das ações judiciais, os ministérios retirem a prefeitura do cadastro de inadimplentes, uma vez que já adotamos as medidas cabíveis para punir o gestor, e não todo o município”, explica Tonhão.

SEGUNDO TEMPO
O prefeito também esteve no Ministério dos Esportes, dessa vez para protocolar o pedido da prefeitura para a inclusão de Monte Alegre no Segundo Tempo. O programa tem por objetivo democratizar o acesso à prática e à cultura do Esporte de forma a promover o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens, como fator de formação da cidadania e melhoria da qualidade de vida.

“Nossa intenção é aproveitar o bom momento esportivo que o Brasil vive, com a proximidade da Copa do Mundo e das Olimpíadas, para desenvolver o esporte em nosso município, inibindo a ociosidade e afastando nossa juventude do caminho das drogas e da violência”, justificou Tonhão, acrescentando que irá acompanhar o andamento do processo no ministério para garantir a inclusão de Monte Alegre no programa. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE