BNB elogia atuação da SSP em operação que desarticulou quadrilha de assaltantes de banco


Coletiva_ Foto: Allan de Carvalho
A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) recebeu, através de ofício encaminhado pela superintendência do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), elogio em virtude do trabalho desempenhado pelo Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), pelo Comando de Operações Especiais da Polícia Militar (COE) e pela Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol), após tentativa de explosão registrada na agência do BNB situada na cidade de Gararu, no último dia 14 de setembro deste ano. 
O documento foi assinado pelo superintendente estadual da instituição financeira, José Macêdo Barbosa, que destaca a investigação policial no tocante à elucidação do incidente. Segundo o executivo do BNB, “o trabalho da polícia, além de evitar prejuízos ao sistema financeiro e à sociedade, demonstra o esforço e o êxito dos organismos de segurança pública do Estado”.
Quadrilha _Foto: Allan de Carvalho
"Destacamos a qualidade do atendimento oferecido desde o registro da ocorrência até o seu desfecho, enaltecendo o trabalho das equipes do Cope, COE e Dipol. É importante salientar, ainda, a importância do trabalho integrado uma vez que a desarticulação deste grupo evitou novo incidente e, principalmente, devolveu certa tranquilidade às agências do BNB em Sergipe", destacou Macêdo Barbosa no documento.

Ação policial
Material apreendido _ Foto: Allan de CarvalhoA operação foi deflagrada na madrugada do domingo, 21, quando a quadrilha de assaltantes de banco, responsável por ações nos estados de Sergipe e Alagoas, foi desarticulada.  A polícia se antecipou ao roubo que seria realizado pelo grupo que se preparava para explodir o cofre do Banco do Nordeste, em Gararu.

O delegado Cristiano Barreto, do Cope, explicou que na ação simultânea das polícias nas cidades de Traipu (AL) e Porto da Folha (SE), três assaltantes foram presos após atravessar o Rio São Francisco para o território alagoano. Outros quatro, que estavam escondidos em uma chácara na zona rural de Porto da Folha, receberam a polícia sergipana com tiros de fuzil 762, pistolas e revólveres. No confronto, que durou cerca de 25 minutos, acabaram morrendo.

"As investigações começaram por conta de ações contra caixas eletrônicos nas cidades de Brejo Grande e Boquim. Nesta última cidade, a SSP registrou a única explosão de cashs na história do Estado. No mesmo dia da ação em Brejo Grande, conseguimos evitar o mesmo crime em Gararu", destacou o diretor do Cope, Everton dos Santos.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE