Áudio: Assaltante preso em Porto Real do Colégio já matou três presos


Divulgação PC/AL
Quitério Márcio Vieira é condenados a 200 anos de prisão
Um dos integrantes da quadrilha presa em Porto Real do Colégio após roubar a casa lotérica da cidade ribeirinha na manhã de segunda-feira, 02, é foragido do sistema prisional alagoano e já matou reeducandos dentro de presídios de Maceió. A informação sobre a periculosidade do preso foi divulgada no programa Vida Real (Rádio Penedo FM/97,3 Mhz e www.penedofm.com.br)desta quarta-feira, 04, pelo delegado Rubem Natário.
“Esse cara é um meliante altamente perigoso, em cada presídio que ele ficou – no Cyridião Durval, no Baldomero (Cavalcante) e no Rubens Quintela –, ele matou um preso”, declarou o delegado regional de Penedo sobre Quitério Márcio Vieira da Silva, a verdadeira identidade do bandido que havia tentando enganar a Polícia Militar e a Polícia Civil declarando nomes falsos (André Paulo e Antônio Paulo Viera da Silva).
Condenado por sequestro, roubo, tráfico de drogas, formação de quadrilha e homicídios, o foragido acumula pena que soma 200 anos, conforme declarou o delegado. A pedido do delegado Rubem Natário, o juiz da 16ª Vara do TJ/AL, magistrado José Braga Neto, já autorizou a remoção de Quitério Márcio do distrito policial para unidade do sistema prisional.
ASSALTOS EM CORURIPE
A investigação coordenada pelo delegado Rubem Natário e sua equipe, iniciada na tarde de segunda-feira, 02, descobriu ainda que a quadrilha supostamente liderada por Quitério Márcio assaltou no domingo, 01 de abril três estabelecimentos comerciais em Coruripe (Mercadinho do Tião, Mercadinho da Valquíria e Mercadinho Pais e Filhos, este localizado em Pindorama).
Agindo de forma violenta e com ameaças de mortes, o grupo agia no Corsa Classic de cor preta placas MVJ 8406 Maceió-AL, veículo roubado de um casal de evangélicos em Maceió. O dono do carro foi espancado porque os bandidos pensaram que ele era policial, segundo o delegado Rubem Natário. A esposa da vítima, com uma criança recém-nascida no colo, foi ameaçada durante todo o trajeto, desde o roubo no bairro Clima Bom até ser liberada na cidade de Satuba.
O delegado Rubem Natário reafirmou que o grupo é suspeito de ter seguido até o município sergipano de Rosário do Catete, no sábado, 31 de março – mesma data do roubo do veículo – onde assaltou o Cajucap (similar do Alagoas Dá Sorte) e feriu a tiros um sargento da Polícia Militar. O delegado Adelmo Pelagio (PC/SE) deve chegar hoje em Penedo para investigar a suposta autoria do grupo no crime.
"FRIOS, MENTIROSOS E CALCULISTAS"
“Eles são mentirosos, frios, calculistas, pessoas que se passam até por frágeis na tentativa de ludibriar a polícia”, acrescentou o delegado Rubem Natário sobre o bando formado ainda por Fernando Venâncio Nogueira, Alex Carlos dos Santos, Rosilda Lúcia da Silva e Franklin dos Santos, outro preso que declarou nome falso quando foi capturado (Charles dos Santos).
 

por Fernando Vinícius

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE