"Não há crise política. Há crise de incompetência", afirma Machado


por LAYS MILLENA
Após a prévia da votação na Assembleia Legislativa (AL), muitos fatos movimentaram e mudaram o cenário da política sergipana. Analisando a atual conjuntura política, o ex-deputado federal José Carlos Machado (PSDB) diz que há uma profunda “desarrumação” no governo. 

“Há uma valorização acentuada dessa crise política que, na verdade, não existe. Quem acompanha a política sergipana, já previa que tudo isso ia acontecer. A antecipação da eleição é algo permitido no regimento da AL, cuja iniciativa foi feita, à época, pelo próprio governador Marcelo Déda (PT). Pensando no futuro, a deputada Angélica Guimarães antecipou a votação da Mesa, coisa que qualquer pessoa no lugar dela também faria”, revela Machado em entrevista ao jornalista André Barros durante o Sergipe Notícias, na TV Atalaia.

Para Machado, não há crise política. “A verdadeira crise está na saúde, na segurança pública. É a incompetência na administração”, ressalta. De acordo com o ex-parlamentar, Déda não perderá a governabilidade. “Confio nos políticos sergipanos e sei que, chegando um projeto de interesse para a população, jamais será negado o apoio ao governador”, opina.

Segurança Pública

O ex-deputado também criticou as falhas no setor de segurança do estado. “Não entendo como uma Delegacia Regional, em Itabaiana, um dos municípios mais importantes de Sergipe, está fechada aos domingos, como se os marginais tivessem consciência que, durante os fins de semana, fica proibido delinquir”, ironiza.

Saúde

Em relação à saúde estadual, Machado citou a nota dada pelo Ministério da Saúde a Sergipe. “5,32 foi a nota do nosso estado, quando a média nacional é 5,47. Aí vem a equipe de comunicação do governo dizer que 13 estados estão piores que Sergipe, como se isso fosse um consolo. Num passado recente, os números eram melhores porque nossos setores eram bem avaliados”, destaca.

Eleições 2012

Falando sobre as próximas eleições, o ex-deputado declarou que o PMDB tem um compromisso com a candidatura majoritária dos Democratas (DEM), que aposta no nome do ex-governador João Alves Filho (DEM), mas disse que tem conversado bastante com Amorim (PSC). “Devemos estar abertos a conversar com todos”, salienta.

Cassação

Questionado sobre a determinação da Ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), pondo em risco o mandato da senadora Maria do Carmo (DEM), Machado diz que os advogados já estão trabalhando para impedir a cassação. “Foram fatos que, segundo a relatora, aconteceram na campanha de 2006, quando João nem conseguiu se eleger. Portanto, tudo se concentra na senadora Maria do Carmo. Seis anos se passaram e o julgamento veio surgir nesse momento. Teremos que nos articular e vamos lutar pela manutenção desse mandato, que foi legítimo. Maria ganhou essa eleição quando só tinha uma vaga e essa conquista é importante para nós”, finaliza.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE