Vereadores de Propriá sugerem Fórum para discutir falta de segurança no município

Devido à grande reclamação da comunidade pela falta de segurança e, em especial dos alunos que estudam no colégio Diocesano, Aelson Santos requereu da administração municipal que mantenha contato com a ENERGISA, distribuidora de energia no município. O parlamentar reivindicou que a empresa, através da prefeitura, faça a  colocação de dois postes com lâmpadas na travessa que dá acesso ao colégio para melhorar a iluminação. “É uma medida que pode inibir as possíveis ações de marginais”, acredita.

Já vereador Jurandy Sandes (PDT) propôs a realização em Propriá de um Fórum Permanente de Segurança Pública. Segundo o parlamentar, nesse evento, além da comunidade, seriam convidadas todas as instituições que fazem a segurança pública, como a Secretaria de Estado da Segurança Pública, Ministério Público, Guarda Municipal, SMTT e outras para que seja dada uma resposta à comunidade que clama por segurança.

O vereador Aelson Santos inclui ainda nessa relação a presença da comissão de segurança pública da Assembleia Legislativa, para que ouçam os vereadores e a comunidade. Ele propôs também a criação de um Conselho de Segurança para discutir e buscar soluções para o crescimento da violência em Propriá.

Médicos

O vereador Genival Moreira (PTC) ocupou a tribuna da Câmara de Propriá para dizer que a população está sofrendo com a falta de médicos na rede pública municipal. Ele citou o a situação do posto de saúde do povoado São Vicente para advertir dessa situação. De acordo com o parlamentar, as pessoas têm chegado às 3h da manhã para pegar a ficha e, somente quando chega o horário dos médicos atenderem às 8h, é que os moradores são informados da falta do profissional e ficam sem atendimento.

O vereador Marcos Oliveira (PV) observou que não se pode vacilar quando o tema é saúde. Ele lembrou que o atual secretário de saúde Fernandinho Britto já informou que estará retornando à Câmara, uma vez que tem mandato até dezembro de 2011, “mas nem por isso deve deixar cair o atendimento à comunidade e, em especial, aosmoradores dos povoados”.

Limpeza pública

Os vereadores Genival Moreira e Jurandy Sandes (PDT) fizeram um apelo ao secretário municipal de Obras, Noílio Baltazar, para que seja dada uma real atenção aos servidores da prefeitura que fazem a coleta do lixo. “Eles estão trabalhando sem as condições de higiene e segurança mínima, correndo o risco de se acidentarem e se contaminarem com doenças gravíssimas”, alertou Moreira.

O vereador Aelson Santos (PDT) fez uma indicação pedindo ao secretário de Obras que seja realizado, de forma urgente, um grande mutirão de limpeza em todo o município. “Se a sujeira continuar assim, daqui a dois anos Propriá vai sumir. São ruas cheias de capim, entulhos, muito lixo pelas ruas e ninguém agüenta mais. Não podemos esperar, o prefeito (José Américo) tem que tomar atitudes mais objetivas, práticas e de forma eficiente”, reivindicou.

O vereador Marcos Oliveira revelou uma conversa que teve com o novo secretário de Obras que informou que já estão sendo viabilizadas algumas ações que vão melhorar não só a limpeza, como também a coleta do lixo, com a locação de um caminhão coletor. “Na próxima semana, incusive, serão realizadas as primeiras ações que serão direcionadas especialmente ao conjunto Maria do Carmo”, avisou. 

Fonte: Nenoticias

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE