EM SERGIPE

100 mil segurados ficam sem assistência a partir dessa segunda-feira

Cerca de 110 mil segurados do Ipesaúde vão ficar sem assistência médica a partir dessa segunda-feira ( 13). É que os médicos e dentistas da instituição decidiram paralisar as atividades, em função do governo não ter libere o pagamento integral e com reajuste da Gratificação de Estímulo a Assistência à Saúde (GEAPAS).
. De acordo com o diretor-presidente do Ipesaúde, Vinicius Barbosa, apenas 2/3 da gratificação acordada foi implementada, faltando, portanto, 1/3. O não pagamento dessa parcela faz com que a gratificação dos médicos da instituição que atuam no ambulatório seja de R$ 800 e não de R$ 1,2 mil, e os da urgência de R$ 1,5 mil, quando deveria ser de R$ 2,1 mil.
Ao todo, de acordo com o presidente do Sindicato dos Médicos, são 180 profissionais envolvidos diretamente nesse processo reivindicatório, além de aproximadamente 70 odontólogos que juntos atuam nas 12 unidades do instituto espalhados em todo o Estado.
o Ipesaúde, tem mais de 100 mil beneficiários e pertence ao poder público. O número equivale a 40% dos usuários de planos de saúde no Estado, já que todos os planos particulares têm, juntos, uma clientela em torno de 150 mil pessoas. O Ipesaúde atende o funcionalismo estadual e uma pequena parte de servidores municipais da capital e realiza mensalmente quase 200 mil procedimentos, entre consultas e exames. Os investimentos mensais necessários à manutenção do plano giram em torno de R$ 2,25 milhões.

Fonte:Atalaia Agora


Obs: ISSO É QUE É MUDANÇA!!!!!!!!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aluna de 13 anos é filmada fazendo sexo em escola de São Paulo

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Sérgio Menezes Lucas faz aniversário