Prefeitura de Telha teme catástrofe nos perímetros irrigados

Mesmo as chuvas tendo dado uma trégua, o prefito Éris de Melo continua preocupado com os perímetros irrigados

A chuva deu uma trégua no município de Telha, mas o prefeito Éris de Melo continua temendo uma catástrofe nas áreas do perímetro irrigado. Em entrevista ao Portal Infonet no final da tarde desta quinta-feira, 28, o prefeito disse que o dia foi de muito trabalho para evitar que o dique venha a romper com o aumento do volume das águas do riacho Jacaré. O número de desabrigados no município já é de cerca de 30 famílias.
Segundo Éris de Melo, são 360 lotes no perímetro irrigado, de onde sobrevivem da rizicultura (cultivo de arroz) e piscicultura (criação de peixes), cerca de mil famílias. “Hoje tivemos que enviar retro-escavadeiras aos projetos irrigados e estamos rezando para que não chova mais, pois se o riacho Jacaré continuar transbordando, com certeza vai haver uma catástrofe”, teme acrescentando que os prejuízos serão incalculáveis até porque as pessoas já estavam se preparando para colher o arroz e retirar daqui há 15 dias, os cerca de 30 mil peixes de cada viveiro.
Desabrigados
Quanto aos desabrigados, o prefeito de Telha informou que já são 30 famílias. “Somente na Prainha da Adutora, são 28. As residências dessas pessoas estão correndo o risco de desabar por conta das várias rachaduras e a prefeitura teve de alugar casas para abrigá-las”, ressalta acrescentando estar esperando equipes da Defesa Civil esta sexta-feira, 29, ao município que já entrou com pedido de Estado de Emergência.
Por Aldaci de Souza
Fonte:Infonet - Cidade

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE