Atropelamento: delegada começa a ouvir testemunhas


Quadro de saúde é estável, mas não há previsão de alta médica
Vanderley Magabeira contesta versão de legítima defesa (Foto: Arquivo Infonet)
A delegada Daniela Ramos Lima Barreto, de Delitos de Trânsito, já começou a ouvir as primeiras testemunhas arroladas em inquérito policial instaurado para investigar as circunstância do atropelamento que vitimou o estudante Wendell Mangabeira, 1 , ocorrido na noite do domingo, 6, em frente ao espaço onde estava sendo realizado um show musical.

De acordo com informações da delegada, estão previstos para esta terça-feira, 8, a oitiva de pelo menos quatro testemunhas. “A partir desses depoimentos, vamos definir os próximos passos do inquérito”, revela a delegada. Ela aguarda a recuperação do estudante para ouvi-lo.

O estudante permanece hospitalizado e, segundo informações do hospital, o estado de saúde dele é considerado estável, mas não há previsão para alta médica.

O pai da vítima, Vanderley Mangabeira, também prestou depoimento nesta terça-feira, 8, e contesta a versão apresentada pelo advogado Walter Neto, que alega legítima defesa do condutor do veículo, identificado como Ricardo Oliveira, que atropelou o estudante. Ele diz que contou tudo o que aconteceu naquela noite, garantindo que o acidente foi proposital.
Fonte: Infonet

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE