Salário mínimo poderá subir para R$ 674,96



Governo surpreendido passa a dar atenção para as suas posições no Congresso.

Se aprovado no plenário do Congresso amanhã, o
salário mínimo pode subir de 622 reais para 674,96
reais em 2013. O valor está acima da previsão inicial, que era de 670,95 reais. No entanto, com a inflação maior, o governo teve de compensar a diferença. A versão final do relatório do orçamento do próximo ano foi entregue pelo relator, o senador Romero Jucá. Esse reajuste, segundo ele, significa um acréscimo total de 1,3 bilhão de reais no orçamento. "Nós cumprimos a lei.Com a atual perspectiva de inflação maior, tivemos de
suplementar", explicou. O texto final prevê a manutenção do parâmetro macroeconômico enviado pelos ministérios do Planejamento e da Fazenda, que estipula o crescimento do PIB em 4,5%. Ainda que ousada, Jucá diz que a meta do governo terá o esforço de todos. "Temos de procurar retomar o crescimento e a geração de empregos", justificou.

O documento será votado pela Comissão Mista de Orçamento e, amanhã, seguirá para o Congresso. A votação pode se dar condicionada à derrubada dos vetos dos royalties do petróleo. Mas o próprio relator não acredita que haverá uma contaminação entre os temas. Orçamento e novo mínimo

O parecer final do Orçamento da União de 2013 foi entregue pelo relator-geral, senador Romero Jucá já com o valor atualizado do salário mínimo de R$ 674,96, R$ 4 a mais do que a previsão enviada pelo governo. O custo adicional para os cofres do INSS será de R$ 1,36 bilhão, segundo Jucá. Além disso, por causa das emendas parlamentares, os investimentos das pastas inflaram em R$ 21 bilhões, segundo o senador.

Funcionalismo

No caso do funcionalismo, Jucá manteve a proposta original do governo, de reajuste geral de 5% em 2013, fechando 15,8% até 2015. Mas usou a verba de R$ 9 bilhões como relator para atender algumas demandas: R$ 3,9 bilhões para compensação da Lei Kandir e recomposição de cortes feitos em programas como o Minha Casa, Minha Vida: “Recompus vários cortes que os relatores setoriais tinham feito. Recoloquei, por exemplo, R$ 900 milhões no Minha Casa, Minha Vida e ainda mais R$ 150 milhões no programa de corredores de transporte. No caso do piso da Saúde, também recoloquei algumas verbas” disse Jucá. Segundo ele, o atual salário mínimo de R$ 622 pularia mesmo para R$ 674,96.

Fonte: Politica para Politicos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE