Penedenses são presos por estelionato no município de Propriá-SE


PC-SE
Acusados estavam aplicando golpes em bancos
Policiais Civis lotados na Delegacia Regional de Propriá, sob o comando dos Delegados Fábio Santana e Cledson Ferreira, efetuaram nessa quinta-feira, 13, a prisão de três pessoas acusadas de golpes do falso empréstimo. O trio, formado por dois homens e uma mulher, reside no município de Penedo.
De acordo com as informações policiais, os estelionatários vinham sendo investigados há cerca de três meses pela prática de golpes em correspondentes bancários instalados em Propriá. No dia em que aconteceu a prisão um representante do Banco BMG relatou estar desconfiado de um casal que estava na sede do banco, tentando realizar um empréstimo.
A polícia foi acionada e conseguiu localizar o endereço da pessoa cujos dados estavam sendo utilizados pelo casal. Ainda segundo as informações policiais, foi verificado que a suposta vítima estava em sua residência, localizada no Povoado São Vicente, em Propriá, e que desconhecia a realização de empréstimo bancário em seu nome.
A equipe de captura seguiu então até o Centro da cidade e efetuou a prisão em flagrante de João Batista dos Santos, 42 anos, e de Maria Lúcia da Silva, 64. Em depoimento, João confessou que extraviou da Agência dos Correios da cidade de Propriá o extrato do benefício do INSS de uma senhora de nome Rosa Maria Santos e a partir daí se dirigiu à cidade de Penedo, onde no bairro de Santa Luzia, conhecido como Barro Duro, fez contato com Maria Lúcia da Silva oferecendo a quantia de R$ 500,00 para ela se passar por Rosa Maria Santos, a fim de que fosse realizado um empréstimo, no Banco BMG.
Ainda de acordo com o delegado, Maria Lúcia aceitou a proposta e João providenciou a falsificação do RG de Rosa Maria Santos, inclusive colando fotografia da acusada na cédula. No momento de sua prisão, João Batista informou que o cidadão de nome Mário Marcelino de Jesus estava aguardando a finalização do golpe do empréstimo em um veículo, também participava dos golpes, então João Batista fez contato com Mário Marcelino e solicitou que ele fosse a um local em Propriá, onde Marcelino confessou o crime à polícia e foi preso em flagrante.
João e Marcelino confessaram que há algum tempo vêm praticando esse golpe do falso empréstimo na cidade de Propriá. Maria Lúcia da Silva será autuada por tentativa de estelionato. Os dois acusados serão autuados por estelionato em continuação delitiva além de falsificação de documento público.
 
Por: SSP/SE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE