Operação “Velho Chico”: PC divulga balanço e fotos dos acusados

Quadrilha presa era procurada pelas polícias de Alagoas, Sergipe e Pernambuco.

Quadrilha era procurada em AL, SE e PE
Ascom PC/AL
Quadrilha era procurada em AL, SE e PE
As delegadas, Ana Luiza Nogueira e Maria Angelita, da Polícia Civil de Alagoas, por meio da Deic (Divisão Especial de Investigações e Capturas), NI (Núcleo de Inteligência), Serb (Seção Especial de Roubo a Banco) e Tigre (Tático Integrado de Grupos de Resgates Especiais), divulgaram na tarde desta segunda-feira (03), fotos dos quatro assaltantes de banco presos na última sexta-feira (30), na região de Palmeira dos Índios.
De acordo com as investigações, eles faziam parte de uma quadrilha especializada em roubos a banco, e são acusados também de um arrombamento em Pariconha.
O grupo tinha acabado de explodir caixas eletrônicos, em uma agencia bancária do município de Iati, próximo a Bom Conselho, em Pernambuco e fugiam. Eles foram surpreendidos pela polícia na região de Palmeira dos Índios, durante uma ação conjunta de policiais alagoanos e pernambucanos.
Logo após, um veículo Fox de cor branca foi avistado em uma estrada de acesso ao Povoado de Santa Rosa, e ao se aproximarem, os policiais pernambucanos foram recebidos com vários disparos de arma de fogo.
Na troca de tiros dois bandidos foram mortos, um homem identificado como João Souza Paz, 33, que na verdade é "Nego Edson", acusado de outros assaltos nos estados do Piauí e Maranhão. Ele era sobrinho de outro criminoso conhecido como “Maguila” - preso este ano em uma operação da Deic, da PC alagoana - e Gilberto Barbosa da Rocha, 41, cunhado de “Maguila”.
Ainda no decorrer da operação foram presos: José Ferreira Sobrinho, “Zé”, 37; Jailton Nobre Serafim, “Biu”, 36; Maxuwel dos Santos Alves, 28, conhecido como “Suel”, também é conhecido com “Gordinho”. Eles foram capturados por policaiis civis de Alagoas, do NI, Tigre e Serb, da Deic, na região de Palmeira dos Indios.
Com os bandidos foram apreendidos dois revolveres de calibres 38 e 12 munições, sendo 09 deflagradas, ainda três veículos, uma moto, maçarico e dinamite com detonadores; Um Fox branco, de placa: NMJ-9952, São Miguel dos Campos–AL, que segundo a Polícia era clonado; Um Pálio preto, de placa: IAI-0286, Aracajú- SE; Um Cross Fox preto, de placa: MVC-0113, Palmeira dos Índios-AL; Um botijão de gás com maçarico; um Pé-de-cabra; uma lanterna e um alicate.
Três dos presos foram levados para Pernambuco, para serem ouvidos pleo roubo a agência bancária daquele Estado.
Marcos Alex Calixto da Silva, já está na Casa de Custódia da Polícia Civil de Alagoas, em razão de já ter mandado de prisão expedido pela Justiça Alagoana, por causa do assalto em Pariconha.
Os outros três também participaram do mesmo assalto, e em virtude disso a delegada Maria Angelita disse que irá solicitar mandado de prisão à Justiça alagoana para eles, e assim, reconduzi-los para Alagoas.
As delegadas, Ana Luiza Nogueira e Maria Angelita, coordenaram a operação.
A quadrilha era procurada pela polícia de Alagoas, Sergipe e Pernambuco e nenhum policial saiu ferido.
Fonte: Ascom PC/AL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aluna de 13 anos é filmada fazendo sexo em escola de São Paulo

Veja a relação de aprovados no Exame da Ordem em Sergipe