FERNANDINHO: Se não ocorrer uma surpresa, será ele o presidente da Câmara de Vereadores de Propriá

Vereador é o preferido do prefeito reeleito José Américo Lima e Jam teria entre 6 a 8 votos, podendo chegar a 9 até o dia da posse e eleição da Mesa Diretora


As eleições para a Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Propriá caminha para a o retorno de Fernandinho Britto (PT) a presidência daquele poder, que já teve o petista a sua frente, inclusive sendo o primeiro a alcançar a reeleição (2005/2008).
Fernandinho não é o indicado pelo seu partido, que tem além dele o vereador Heldes Guimarães, nem pelo grupo liderado pelo ex-prefeito Renato Brandão, que elegeu o vereador Luã de Dr. Valberto (PMDB) e Nego de Marly (PTdoB).
Apesar de eleito pela coligação que tinha como candidato Paulinho Campos (PT), Fernandinho teve toda sua campanha e projeto vinculado a reeleição do prefeito José Américo, que teve o apoio do DEM, e dos comissionados do PT e aliados.
De um total de 11 parlamentares que serão empossados em 1º de janeiro de 2013, pelo que pudemos apurar, Fernandinho Britto já conta com os possíveis nvotos de 6 parlamentares, entre eles, de Marcos da Feira e Branca (PMN), Genival Moreira (PTC), Nego de Marli (PTdoB) e Jurandy Sandes (PDT).  Fernandinho acredita que terá os votos de 8, incluindo também os votos de Aelson Publicidade (PDT) e Samuel Menezes (PSC), podendo chegar a 9, caso atraia o voto da vereadora Mayara de Zé Neto (PSDB).
De olho em uma nova eleição que poderá acontecer – diante da possibilidade real da cassação dos direitos políticos do prefeito José Américo Lima (PSC) – com base na Lei da Ficha Limpa,  grupo liderado por Renatinho e Paulinho Campos está mobilizado em torno da possibilidade de eleger o presidente da casa.
Para nos municiar sobre este imbróglio jurídico que sacudiu a pauta política de Propriá desde a última quarta-feira, 19, consultamos informalmente um experiente analista político no último sábado, 22, e ele com toda isenção que lhe é peculiar, nos assegurou da consistência do ato político e da aceitação da representação. “Não há qualquer dúvida no provimento da representação do Ministério Público Eleitoral e da aceitação pelo Juizado da 11ª Zona Eleitoral”, assegurou.
Neste sentido, o PMDB, o PT e partidos aliados irão acionar o princípio da fidelidade partidária, oficializar a candidatura do vereador Heldes Guimarães a presidência da casa, possibilitando ao grupo a condição de assumir a prefeitura de Propriá em caráter de interinidade e de excepcionalidade jurídica quando da realização de uma nova eleição, caso esta venha a acontecer.
É possível que o prefeito José Américo, que está mobilizado para se preservar no cargo alcançado nas urnas, recue na tentativa de eleger o Samuel da Cunha Menezes para presidir aquela casa, pois antes um passarinho na mãe (Fernandinho Britto) que dois voando (neste caso os dois aliados).
Até às 11 horas de hoje teremos novas informações sobre o tabuleiro da política em Propriá, mas estas só serão disponibilizadas quando da próxima atualização deste portal, que entra em recesso na próxima quinta-feira, 27, só retornando no dia 02 de janeiro de 2013.
por Claudomir Tavares

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE