Nem a chuva impediu o povo de manifestar-se em defesa do Rio São Francisco


Elas cobriram de graças à manifestação cultural em defesa de um dos maiores patrimônios naturais do povo brasileiro
Concentrados na Praça Tobias Barreto, em frente ao Colégio Nossa Senhora das Graças, dezenas, depois centenas de populares, representando os mais diversos segmentos das comunidades ribeirinhas, se reuniram para celebrar com cantos, danças, manifestarem-se com suas vozes e movimentos o nosso maior patrimônio: o Rio São Francisco.
Coordenado pela Cáritas Diocesana de Propriá, emparceria com a Articulação Popular do São Francisco Vivo, com o apoio da Prefeitura Municipal de Propriá, “Cantando o São Francisco: Manifestação cultural em defesa do Rio São Francisco” aconteceu ontem (16) a noite na cidade ribeirinha de Propriá e contou com as presenças de religiosos, artistas, intelectuais, educadores populares, ambientalistas e populares, que vieram de vários municípios sergipanos e brasileiros.
Caminhando e cantando – Em caminhada, eles seguiram pela Avenida Pedro Abreu de Lima (Rua da Vitória), depois pela Praça Dom Antônio dos Santos Cabral, chegando a Praça Coronel João Fernandes de Britto, onde aconteceram as apresentações artísticas, culturais e pronunciamentos de lideranças como o bispo diocesano Dom Mário Rino Sivieri e o padre Isaías Carmo Nascimento Filho, coordenador da Cáritas e da manifestação.
Apresentações culturais – Neste espaço se apresentaram a Banda de Música Rainha da Paz, fruto de um ação de inclusão social do Projeto Menino Davi, Filarmônica Santo Antônio, o Pastoril de Soninha, o cantor Gil Monte (Propriá), do Grupo de Dança Ki-Ladeira, do projeto Ladeirinha (Japoatã), do Maracatu e do Grupo de Dança Afro-Brasileira ambos de Brejão dos Negros e do Grupo Quilombola de Brejo Grande, encerrando com a poesia do penedense Antônio Gomes dos Santos, o “Seu” Toinho Pescador.
Representatividade – Presentes entre o público lideranças e populares de Propriá, Barra dos Coqueiros, Brejo Grande, Brejão dos Negros, Mocambo, Lagoa dos Campinhos, Ladeiras, Neópolis, Pirambu (Sergipe), Penedo (Alagoas), além de lideranças vindas dos estados de Pernambuco. Bahia, Minas Gerais e Ceará, o que denota a grandiosidade e representatividade do encontro.
Seminário – Dando sequencia ao encontro, lideres dos povos ribeirinhos de Sergipe e dos demais estados presentes em Propriá, estarão reunidos neste sábado, no Seminário São Geraldo (Próximo ao antigo SESP), quando a partir das 07 horas desfrutam de um café-da-manhã, seguido de Missa a partir das 08 horas e de debates sobre questões jurídicas e políticas que envolvem o processo de transposição e revitalização do São Francisco.
De acordo com o Padre Isaías, “estarão presentes, entre outras autoridades, a deputada estadual Ana Lúcia Menezes (PT) e o superintendente regional do INCRA/SE, Carlos Antônio Fontenele, líderes populares de toda a calha do São Francisco nos estados de Sergipe, Alagoas, entre outros”, informou o líder religioso. A programação da tarde inclui debates entre os participantes e no domingo, 18, uma plenária deliberativa.
Texto e fotos: Claudomir Tavares

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ORIGEM DE PROPRIÁ - SE

Caminhão furtado em Porto Real do Colégio é recuperado em Propriá/SE